Páginas

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Santa Maria da Boca do Monte - RS

Desabafo:

Como somos pequenos, fracos e indefesos... e como pensamos o contrário.
Depois de uma tragédia destas as pessoas buscam culpados para enfrentar sua dor, sua indignação, seus medos...

 Os seguranças, que demoraram a entender o que estava acontecendo e, a liberar as pessoas para sair da boate, não são os culpados. Pensem em como eles devem estar se sentindo agora... O alvará vencido, não causou o incêndio. É só um papel, quem tem comércio sabe... Pode estar vencido, mas com todos os requisitos legais cumpridos... Também a banda, ou o drink com "foguinho", até mesmo um fumante teimoso, não pretendia dizimar a vida de mais de 200 famílias, nem causar pânico em outras tantas. Ninguém queria que uma coisa destas acontecesse... talvez, se mais cuidados houvessem sido tomados, as proporções desta tragédia poderiam ter sido menores, talvez até evitadas, mas talvez...isso nunca saberemos. Afinal, quem de nós presta atenção no recado da aeromoça sobre onde fica mesmo a porta de saído do avião??? ou sabe como proceder num incêndio no cinema??? Quanto mais mil jovens felizes, comemorando o início do semestre na faculdade, ou mesmo o sucesso obtido no vestibular... Pelos depoimentos de quem sobreviveu, foi tudo muito rápido, confuso e assustador. Então, chega de sensacionalismos, de críticas e de piadinha de mau gosto.
Engana-se quem pensar que estamos sendo frios ou "conformados", por estar de fora da história e longe do local onde tudo aconteceu. De uma forma ou de outra estivemos durante todo o dia muito ligados a tudo isso. Uma prima estava na festa e conseguiu escapar logo no início, achando que era uma briga... acompanhamos depoimentos de filhos de conhecidos, que perderam muitos amigos... e a filha de uma ex-colega de trabalho não conseguiu sobreviver; teve seu corpo reconhecido pelo pai e por uma colega de quarto no final do dia...


 E daí? Vamos culpar a quem??? a Ninguém!!! foi uma tragédia...e tragédias não tem dono. Vamos rezar e muito: para que as famílias encontrem consolo, para que as equipes médicas tenham forças e ferramentas suficientes para ajudar os feridos, e que estes consigam ter esperança e consigam levar uma vida plena daqui para frente... Vamos ajudar no que pudermos, pois duvido que alguém deseje isso em qualquer lugar/situação que seja...

E, mais uma vez, fica o recado: de nada adianta, dinheiro, fama, poder. Estresse, vida corrida, busca por posição. Como diz uma musiquinha que minha filha canta: "todo mundo quer o mundo embrulhado pra presente, mas esquece que esta tal felicidade, está na paz, no amor e na simplicidade...", sejamos felizes sim, fazendo o bem, educando nossos filhos, olhando para o futuro, mas principalmente VIVENDO O PRESENTE DE MANEIRA PLENA E INTENSA DE VERDADE, POIS O TEMPO PASSA E NINGUÉM O FARÁ VOLTAR!

Que Deus nos ajude...Amém!

Referente ao incêndio na Boate Kiss em Santa Maria/RS em 27/01/2013.