Páginas

terça-feira, 17 de abril de 2012

Colhendo o que plantou...

Colhemos aquilo que plantamos, sejam as sementinhas ;o)
Seja na emoção...

"Um número crescente de educadores tem refletido e muitas vezes buscado cumprir o importante papel de desenvolver o comprometimento das crianças com o cuidado do ambiente escolar: cuidado do espaço externo e interno da sala ou da escola, cuidado das relações humanas que traduzem respeito e carinho consigo mesmo, com o outro e com o mundo. A reflexão sobre o ambiente que nos cerca e o repensar de responsabilidades e atitudes de cada um de nós, gera processos educativos ricos, contextualizados, significativos para cada um dos grupos envolvidos. Neste contexto, o cultivo de pequenas hortas pode ser um valioso instrumento educativo. (Autoria do Projeto Horta na Escola: Paty Fonte)" 

O contato com a terra no preparo dos canteiros e a descoberta de inúmeras formas de vida que ali existem e convivem, o encanto com as sementes que brotam como mágica, a prática diária do cuidado – regar, transplantar, tirar matinhos, espantar formigas com o uso da borra de café ou plantio de coentro, o exercício da paciência e perseverança até que a natureza nos brinde com a transformação de pequenas sementes em verduras e legumes viçosos e coloridos. Estas vivências podem transformar pequenos espaços em cantos de muito encanto e aprendizado para todas as idades.

As hortas podem ser feitas em pequenos canteiros, em vasinhos, usando técnicas de reciclagem, informando sobre o consumo da água...São milhões de ideias simples e fáceis de se fazer com as crianças. Aí vão algumas:

Mostrar a plantinha germinando, colher fruta do pé e ensinar os cuidados que devemos ter para os nosso pequenos "não tem preço"! Fica a dica ;o)